Posts

O que o Código de Defesa do Consumidor fala sobre compra e venda de carros usados?

Ninguém quer ter dor de cabeça depois de adquirir um carro seminovo ou usado. Mas, é importante saber que, quando compramos um automóvel em estabelecimentos comerciais, estamos amparados pelo Código de Defesa do Consumidor – CDC. Se o veículo apresentar algum problema de fácil constatação, o prazo para questionar é de 90 dias. Tendo passado 30 dias e o problema não sendo resolvido pode-se exigir a troca do veículo por outro do mesmo modelo, cancelamento da compra ou abatimento proporcional do preço.

Caso a compra do veículo usado tenha sido feita diretamente com uma pessoa física, o CDC não abrange, pois não é considerado um fornecedor habitual, porém o comprador está protegido pelo Código Civil.

Por trás de uma boa aparência um carro pode ter muitos problemas escondidos e para ter certeza das reais condições, é essencial fazer uma vistoria de procedência ou pré-compra antes de fechar negócio. Com a Vistoria DEKRA Garantido é possível saber sobre atributos importantes como pintura, estado de conservação, itens de segurança, estrutura, entre outros. 

Carro reprovado na vistoria. E agora?

A gente tem certeza que você sabe, mas não custa reforçar: histórico do veículo não é tudo, antes de fechar negócio, é necessário fazer uma vistoria.

Diante disso, quando o laudo DEKRA indicar uma reprovação do veículo é porque houve apontamento(s) grave(s). É importante observar no detalhamento do laudo o que, especificamente, foi apontado. Converse com o especialista DEKRA que ele irá te explicar cada ponto para trazer mais transparência e segurança nesse momento.

É importante saber se vale realmente a pena comprar o veículo, mesmo que por um preço muito baixo, se o laudo DEKRA estiver reprovado. Se o veículo apresentar danos estruturais, restrições ou problemas de documentação sérios, como alteração do número de chassi, identificação ou indicações de batidas graves não registradas, esses itens podem trazer grandes prejuízos financeiros e judiciais, e também podem colocar em risco a sua segurança. Evite fazer essa compra.

Seja prudente e antes de qualquer interesse ou vantagem financeira, zele pela sua segurança!

Vistoria de procedência: como não ser enganado na compra de um veículo usado

Vai comprar um carro usado, mas está com medo de ser enganado? Veja porque fazer a vistoria de procedência.

 

Antes de comprar um carro seminovo ou usado, o consumidor fica sempre na dúvida por não ter a garantia da procedência desse veículo. Mesmo que tenha ótima aparência, é preciso que alguns itens sejam avaliados, para que você tenha confiança que o carro que está cobiçando não te dará dor de cabeça no futuro. A vistoria de procedência previne que você compre um carro no escuro e que seja vítima de fraudes, como por exemplo, o carro ser adulterado, clonado, sinistrado ou com dívidas em aberto.

 

Como a DEKRA faz?

 

Na DEKRA a vistoria de procedência é chamada de DEKRA Garantido. Essa vistoria verifica até 250 itens, como informações sobre histórico e procedência do veículo, a verificação da estrutura (se já sofreu reparos) e a avaliação da pintura (se o veículo tem regiões repintadas ou que possuem massa plástica). Além disso, o DEKRA Garantido olha o estado de conservação do veículo, avaliando, por exemplo, se o mesmo está com amassados ou riscos na lataria, se os alarmes e travas estão funcionando, se os bancos estão com rasgos ou manchas, como estão os pneus, entre outros.

 

Após a conclusão do serviço, o vistoriador entrega o laudo da vistoria, garantindo transparência, credibilidade, segurança e confiança tanto para quem está vendendo como para quem está comprando. Por isso, a vistoria não deve ser apenas uma exigência do comprador, já que o vendedor sairia na frente por mostrar que seu carro é certificado.