DEKRA Brasil chega a R$10 bilhões em riscos evitados

outdoor_ricometro

 

Com a missão de ser o parceiro global para um mundo mais seguro, a DEKRA Brasil atinge o importante marco de R$ 10 bilhões em riscos evitados pelas suas vistorias de janeiro a agosto de 2017. A marca possui um indicador que calcula em tempo real o volume de restrições e fraudes detectadas nas milhares de vistorias e consultas realizadas diariamente para clientes do mercado segurador e financeiro, além de parcerias com os principais sites de veículos como Webmotors e OLX.

 

Líder em vistorias automotivas no Brasil e líder mundial em inspeção de segurança veicular, a DEKRA há mais de 90 anos tem o compromisso de oferecer segurança, imparcialidade e transparência aos seus clientes, combatendo a fraude e reduzindo prejuízos financeiros na hora de comprar ou vender um veículo usado.

 

 

Saiba mais em http://dekra.com.br/servicos-pra-voce/

Como funciona a vistoria do seguro?

vistoria automotiva é uma exigência de seguradoras, bancos e financeiras no momento da contratação do seguro de carros. Trata-se de uma garantia tanto para o proprietário comprador o quanto para as empresas.

O nome correto do serviço é vistoria prévia, e ela foca na avaliação das condições de conservação do carro e identificação de possíveis fraudes e adulterações na sua estrutura.

A vistoria prévia deve ser realizada por empresas autorizadas pela seguradora e verifica o estado do carro antes da formalização do seguro automotivo, identificando caso existam problemas que impeçam a cobertura.

Esse tipo de vistoria pode ser realizada em postos autorizados pela seguradora ou realizada em domicílio. A DEKRA, por exemplo, trabalha com a principais seguradoras do país e conta com mais de 300 postos de atendimento.

Após a aprovação da vistoria pela empresa, a seguradora autoriza a vigência do seguro.

A vistoria do seguro não é obrigatória  em dois casos:

  • Para carros zero km: nesse caso basta apresentar a nota fiscal de compra do veículo e a data de saída. Mas fique atento, alguns carros não seguem essa regra, como os  blindados.
  • Renovação do veí­culo dentro da vigência: É importante renovar o seguro dentro da vigência, assim não será preciso se encaminhar até os pontos autorizados para fazer a vistoria. No caso de renovação, será necessário apresentar a apólice atual para utilizar a classe de bônus.

Caso vá trocar de seguradora, você precisará fazer a vistoria prévia novamente. O mesmo ocorre se quiser fazer alterações na cobertura.

Vale lembrar que cada seguradora determina em quais veículos e situações exigirá fazer ou não a vistoria prévia.

 

Por que fazer Vistoria Veicular?

dekra_eislingen_0184Vistoria veicular é o da avaliação minuciosa de veículos para checar suas condições de conservação e manutenção. Ela garante mais segurança no trânsito e impede que veículos fora de condições sejam legalizados.

 

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, a vistoria automotiva deve ser executada na esfera estadual segundo  alguns critérios nacionais. No entanto, hoje apenas os estados de Goiás, São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Rondônia, Mato Grosso do Sul regularizaram a vistoria obrigatória para transferência.

Aliás, vale diferenciar os dois tipos de serviço:

 

  • VISTORIA: um profissional com experiência e treinamento avalia itens visualmente, sem a utilização de equipamentos de teste mais avançados. Nesse caso, vistoria-se também os documentos, histórico do veículo, conferência de gravações de chassi, motor, carroceria e outros, além dos itens externos e visíveis. Ela é obrigatória para a transferência e regularização do veículo, além de licenciamento para carros com mais de 5 anos de fabricação.

 

  • INSPEÇÃO: um técnico habilitado (com registro profissional no CREA, no caso do Brasil) avalia as condições do veículo, manuseando os equipamentos do veículo e utilizando máquinas específicas para teste, a fim de verificar seu funcionamento. É necessário quando o dono do carro faz alguma alteração de característica do carro como mudança de roda, mudança de motor, implantação do GNV, tendo a fiscalização feita pelo INMETRO.

 

O que é preciso verificar?

O CRV (Certificado de Registro de Veículos) e o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) devem estar em condição regular. O IPVA, eventuais multas e demais encargos relativos ao veículo também devem estar quitados.

 

Caso o veículo seja reprovado, o proprietário recebe o “Relatório de Inspeção”, esclarecendo as causas da reprovação. Os veículos aprovados recebem o “certificado” e o “Selo de Inspeção” que será colado no vidro dianteiro do veículo.

 

Além da obrigatoriedade em alguns estados, vale ressaltar a importância, tanto da vistoria quanto da inspeção, para manter seu carro seguro e dentro da legislação vigente. Isso irá trazer paz e tranquilidade para você e sua família, contribuindo para a criação de uma cultura de trânsito mais seguro!

 

Quer ser um franqueado DEKRA? Saiba como!

mapa-dekra

Já pensou em ter uma franquia DEKRA? O sistema DEKRA de franquia prioriza o bom relacionamento com a rede e a cooperação. Existem dois tipos de unidades franqueadas DEKRA:

  • Atacado e varejo: oferecerem serviços voltados para seguradoras, financeiras, locadoras, bem como para lojas, concessionárias e o consumidor final.
  • Varejo: oferecerem serviços voltados para lojas e concessionárias, bem como o consumidor final.

 Perfil do Franqueado

A DEKRA busca como parceiros, administradores modernos e empreendedores, que incorporem o espírito de parceria e qualidade. Estes fatores são imprescindíveis para o sucesso e garantia do padrão que a  DEKRA representa.

Por ser considerado um parceiro, o novo franqueado deverá dedicar-se exclusivamente à franquia DEKRA, administrando e divulgando seu negócio de acordo com os padrões estabelecidos pela Franqueadora.

 Disponibilidade Financeira

  • Possuir ficha cadastral sem objeções, capaz de proporcionar linha de crédito e financiamentos.
  • Possuir recursos próprios para o investimento inicial que a franquia exige, o qual será destinado às despesas pré-operacionais, aquisição e/ou treinamento inicial seu e de seus colaboradores.
  • Possuir reserva de capital necessária para a manutenção do negócio, não só durante os primeiros meses de atividades, mas ao longo da operação já que serão necessários constantes investimentos em insumos, equipamentos e pessoal.

O que é vistoria de transferência (Laudo do DETRAN)?

Dekra Corporate Photos in Shanghai

A transferência de veículos é obrigatória quando o veículo é vendido ou quando o proprietário muda de estado ou município. Ambos os casos exigem um novo Certificado de Registro de Veículo. Alguns estados exigem a vistoria automotiva para emissão desse documento.

 

A vistoria automotiva para transferência precisa ser feita em uma Empresa Credenciada de Vistorias (ECV) para que o laudo seja aceito pelo Detran. A DEKRA, por exemplo, conta com uma rede de atendimento muito ampla para esse serviço (consulte aqui).

Nesse tipo de vistoria alguns itens são analisados para verificar possíveis fraudes e riscos. Dentre eles estão:

 

  • Chassi
  • Motor
  • Vidros
  • Placas, Tarjetas e Lacre
  • Suspensão
  • Sistema elétrico (faróis, luz alta, baixa, ré, freio, stop, placa, internas)
  • Pneusmotores_3

O objetivo da vistoria é assegurar a legitimidade do carro. Assim, são analisadas a veracidade da identificação do veículo e de sua documentação. Além disso, os vistoriadores analisam se os equipamentos obrigatórios estão em boas condições e se o veículo conserva suas características originais. O novo proprietário tem até 30 dias para fazer os procedimentos necessários para a transferência do veículo e regularização dos documentos.

Além da exigência do Detran, a vistoria automotiva representa uma ferramenta de segurança para quem compra o veículo, pois ele diminui os riscos de problemas futuros.

Quanto custa uma vistoria cautelar?

Danijel Novak DEKRA EKSPERT d.o.o. Autocommerce Slowenien

Quem compra um carro zero geralmente pensa na segurança de um produto que acabou de sair de Fábrica. No caso dos usados, há sempre o risco de o veículo já ter sofrido danos ou apresentar pendências no documento. Uma boa ferramenta para garantir mais transparência e segurança é a vistoria cautelar. Ela é feita por  empresas que examinam o histórico e estado do carro.

 

COMO FUNCIONA A ANÁLISE?

A vistoria inclui itens como estrutura da carroceria, tonalidade e espessura da pintura (que permite saber se a lataria recebeu aplicação de massa) e originalidade dos vidros.

No serviço de vistoria cautelar da DEKRA, por exemplo, à partir da conferência dos números de chassi e motor e da documentação, é possível levantar o histórico e a procedência do veículo. Isso permite identificar modelos que foram roubados ou clonados, com adulterações ou outros agravantes que possam gerar riscos, como carros com baixa no DETRAN .

Após a conclusão do serviço, a empresa entrega um laudo detalhando o estado do veículo e dá o veredicto: aprovado (em perfeitas condições), aprovado com ressalvas (houve colisão e abalo estrutural, mas o reparo foi bem feito) ou reprovado (no caso de sinistro de grande monta).

 

ANÁLISE PARA TRANSFERÊNCIA É MAIS SIMPLES

A vistoria que checa as condições do carro, chamada de prévia ou cautelar, não deve ser confundida com a outra, exigida por lei para que o veículo possa ser transferido.

A inspeção feita pelo Detran é bem mais simples. Seu objetivo não é verificar o estado de conservação, mas sim a regularidade dos números de chassi e motor e a presença de itens obrigatórios de segurança.

Enquanto a perícia cautelar pode ser feita em qualquer lugar, a vistoria de transferência obrigatória é realizada necessariamente em oficina credenciada, que filma e transmite o procedimento ao Detran. A DEKRA é habilitada para ambas as modalidades.

Confira os valores dos serviços de vistoria da DEKRA e a unidade de atendimento mais próxima no www.dekra.com.br.

 

 

 

Segurança no trajeto: mantenha-se seguro como pedestre

Todos nós aprendemos que aparelhos de celular e volante não se misturam – além de ser uma infração gravíssima, com o valor de R$293,47, também acarreta em 7 pontos na CNH. Mas sempre nos lembramos de que o uso desses aparelhos como pedestres, apesar de não render nenhuma multa pode causar acidentes.

Manter-se seguro ao fazer o trajeto cotidiano é, atualmente, um desafio: com o bombardeio de informações que recebemos em nossos aparelhos, é cada vez mais comum não manter o olhar no caminho, e sim na tela do smartphone. Veja algumas dicas para manter-se seguro enquanto faz seu trajeto também, a pé:

  • Ao usar os fones de ouvido, ajuste o volume moderadamente. Isso te ajudará a ouvir as eventuais buzinas, e evitar possíveis acidentes;
  • Procure responder as mensagens quando estiver parado. Os riscos de quedas e tropeços são altos quando não prestamos atenção ao trajeto;
  • Não confie na sua intuição – se distrair com o seu aparelho celular enquanto usa seus aplicativos, pode levar à desatenção e causar até atropelamento;

O uso exacerbado dos celulares por pedestres vem tomado tamanha dimensão que em Nova Jersey, nos Estados Unidos, por exemplo, quem for pego usando seus aparelhos enquanto caminha, arcará com uma multa de 50 dólares e poderá passar até 15 dias preso.

Ao manter a atenção total no trajeto você evita imprevistos e ocasiões indesejadas enquanto se desloca de um compromisso para outro, ou mesmo durante a sua rotina. Além disso, sua atitude contribui para um trânsito e uma cidade mais segura.

Os benefícios da educação no trânsito durante a infância

É inevitável: o trânsito está presente na rotina de todas as pessoas, mesmo em pequenas cidades. Por isso, a DEKRA ressalta a importância da educação no trânsito ainda na infância para a criação de uma cultura de direção segura, com atenção igual aos pedestres e aos motoristas.

É na infância que temos o primeiro contato com situações cotidianas, portanto, o trânsito, como parte delas, deve ser também tratado durante essa fase tão importante.

Mas esse processo educativo não cabe apenas às escolas, mas também aos pais e/ou responsáveis e a familiares, que devem demonstrar as situações, explanar e exemplificar situações cotidianas quando seus pequenos estiverem no carro, ou na rua, para exercitar a prática do trânsito seguro e o aprendizado.

Essas atitudes, quando aplicadas desde cedo na vida das crianças, contribuem para uma geração de adultos cada vez mais responsáveis no trânsito, carros mais seguros nas ruas, além de motoristas e pedestres mais atentos.

E você, teve aulas de trânsito na infância? Seus filhos têm esse tipo de aulas? Conte pra gente nos comentários!

 

 

Maio Amarelo: por um trânsito mais seguro

Acidentes de trânsito são recorrentes no mundo todo, sendo hoje a nona maior causa de mortes no mundo. Infelizmente, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil ocupa o quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás apenas de Índia, China, Estados Unidos e Rússia.

Por conta disso, a ONU firmou a “Década de Ação para a Segurança no Trânsito”, que pretende, até 2020, prevenir mais de cinco milhões de acidentes fatais no mundo todo.

MAIO AMARELO: Mês de conscientização

Assim como o “outubro rosa” e o “novembro azul”, campanhas para discutir a prevenção de doenças como o câncer de mama e de próstata, o Maio Amarelo é uma campanha de conscientização sobre ações seguras e sustentáveis para a educação no trânsito, envolvendo o governo e a sociedade como um todo. E a DEKRA está nessa corrente, trazendo informações e novidades sobre o assunto.

Confira abaixo algumas dicas dos especialistas DEKRA para tornar o seu trânsito, e o de todos nós, mais seguro:

  • Mantenha-se a uma distância de 1,5 metro ao ultrapassar bicicletas;
  • Mantenha-se focado no trânsito: não responda a provocações e nem aceite desafios de outros motoristas;
  • Atente-se ao farol alto, ele pode prejudicar a visão de outros motoristas;
  • Ao avistar uma poça d’água, reduza a velocidade. Isso evita que o carro deslize ou que você molhe algum pedestre;
  • Cuidado ao dividir a pista com veículos grandes – quanto maior, mais pontos cegos o motorista pode ter.

5 DICAS PARA COMPRAR UM CARRO USADO COM SEGURANÇA PARA A FAMÍLIA

COMO TER TRANQUILIDADE AO COMPRAR UM CARRO USADO

Nada deixa uma mãe ou um pai mais tranquilo do que saber que sua família está em segurança em todos os momentos do dia. Por isso o carro da família deve ser escolhido focando nas necessidades de transporte, mas levando em consideração itens de segurança e desempenho adequados. Pensando nisso, veja algumas orientações que podem te ajudar na escolha do próximo carro usado para sua família.

 

 

  1. Foque nos itens importantes na hora de escolher o carro usado da família:

    Pesquise na internet os prós e contras do veículo que deseja comprar, pesquise em blogs e fóruns de usuários sobre o modelo, sobretudo quanto à qualidade, performance, chamados de recall, preço do seguro, revisões e etc. Verifique também se não estão lançando uma nova versão do modelo ou se o carro esta saindo de linha, pois isso costuma depreciar o valor do veiculo.

  2. Pense no usado como uma boa opção em tempos de crise: 

    Com a atual crise econômica, a aquisição de um automóvel seminovo em bom estado de conservação, por um valor reduzido em relação a um zero, pode ser uma ótima opção. Após escolher o modelo do carro, inicie a busca dentro do orçamento disponível, mas lembre-se de verificar alguns itens que irão garantir segurança na compra.

  3. Faça uma consulta Checkauto;

    Dívidas anteriores à compra (multas, IPVA, Licenciamento), roubo ou furto em aberto, sinistro de indenização integral, veículo proveniente de leilão que tenha sofrido dano, histórico de registro de km, são algumas das informações que podem influenciar o valor do veículo.

    A ferramenta Checkauto (www.checkauto.com.br), por exemplo, pode ser uma boa fonte de pesquisa, pois possibilita a consulta desses itens sem sair de casa, de forma que o usuário não perde tempo com veículos que não atendam sua necessidade ou que tenham problemas considerados graves.

  4. Não compre sem fazer uma análise profunda: 

    Escolheu o modelo e selecionou o carro com melhor histórico? Agora não tem jeito, é preciso dar uma olhada no carro! Algumas dicas são fundamentais nessa hora: verifique se as condições das peças estão de acordo com a quilometragem do veículo, analise o desgaste das peças (como pneus, volante, freio, estofado e tapeçaria), certifique-se de que estepe, triangulo e o extintor estão em ordem, verifique se não há vazamento de óleo, dentre outros.

    Hoje em dia várias empresas prestam esses serviços, nos quais verificam se identificação, pintura e estrutura estão de acordo. A DEKRA, por exemplo, realiza uma vistoria completa do veículo, analisando mais de 105 itens. Se o veículo for aprovado a empresa emite uma garantia de procedência válida por 3 anos, além da garantia mecânica válida por 1 ano equivalente às de fábricas para veículos seminovos. Vale a pena contratar esse tipo de serviço, pois às vezes toda a economia feita comprando um usado pode ir por água abaixo se o motor fundir ou se houver um problema no câmbio, por exemplo.

  5. Não esqueça da parte burocrática: 

    Após comprar um veículo, é necessário fazer a comunicação de venda ao Departamento Estadual de Trânsito do município e a transferência em um prazo de até 30 dias. Para evitar dores de cabeça, não esqueça de pedir para o antigo proprietário assinar o CRV e reconhecer firma em cartório. Além disso, tire duas cópias autenticadas do recibo de transferência e fique com uma delas para recorrer em caso de eventuais infrações cometidas pelo proprietário anterior antes da data da venda.

    Anote a documentação que deve ser exigida na hora da compra: comprovante atual do pagamento do IPVA, cópias dos comprovantes dos dois anos anteriores, comprovante atual de pagamento do Seguro Obrigatório, certificado de Registro e Licenciamento de Veículos e certificado de Transferência (recibo) datado, preenchido e com firma reconhecida.

  6. Agora é hora de usar: 

    Agora que você já esta em posse do seu “novo” carro, é hora de pensar em medidas para minimizar seus riscos, com seguro e rastreadores. Além dos cuidados como: verificar o óleo do motor, a pressão dos pneus, alinhar e balancear periodicamente e etc.

 

O carro usado em bom estado de conservação é uma ótima opção e o consumidor não deve ter medo de procurar todas as ferramentas para diminuir os riscos dessa compra. Trata-se de um bem muito importante, usado diariamente por muitas famílias e que deve prezar pela segurança sempre.