Ilustração: Marina ua / istock

Antes da chegada dos paramédicos

Em caso de emergência, cada segundo conta. Os primeiros socorros podem ser administrados por todos os leigos – através de compressões torácicas, firmando uma posição de sangramento ou recuperação. Você pode aprender o que fazer para salvar uma vida por meio de cursos oferecidos pela equipe de serviços de emergência.

 

É um número impressionante: com mais de 350.000 casos por ano, a parada cardíaca súbita permanece entre as causas mais comuns de morte na Europa, segundo o Conselho Europeu de Reanimação. Vários outros estudos dos Estados Unidos corroboram isso. No entanto, muitos dos afetados poderiam esperar sobreviver, se a capacidade do público em geral de administrar compressões torácicas fosse melhorada – tanto em número de pessoas quanto em qualidade de sua técnica. O problema é que muitos de nós gostariam de ajudar, mas não sabemos o que fazer quando ocorrer um desastre. Outros têm medo de fazer algo errado e, em vez disso, não fazem nada.

 

 

“As chances de uma pessoa sobreviver a uma parada cardíaca diminuem dez por cento a cada minuto, sem assistência. Depois de apenas cinco minutos, é provável que ocorram danos cerebrais ”, explica Joachim Böttinger, docente da Academia de Salvamento de 15 Minutos com sede em Stuttgart, na Alemanha. Apenas esses poucos fatos deixam claro o que deve ser seguido – a ajuda imediata é absolutamente crítica. “Qualquer pessoa que domine os movimentos simples das mãos pode salvar uma vida”, acrescenta Peter Cartes. Além de seu trabalho com a Academia, ele é médico de emergência em helicópteros, anestesista e especialista em terapia intensiva.

 

Sintomas da parada cardíaca súbita

 

  1. Cansaço ou fraqueza
  2. Falta de ar
  3. Tontura ou vertigem
  4. Suor frio
  5. Dores no peito

warnzeichen-herzstillstand_illustration-marina_ua-istock

 

 

 

 

A simplicidade desses movimentos críticos da mão na sobrevivência também é demonstrada pelos profissionais da Academia em seminários realizados regularmente na DEKRA, em um ambiente descontraído. Demonstrações altamente práticas são acopladas à prática de grupo em manequins de ressuscitação em rede digital. “Todos os processos podem ser aprendidos em apenas alguns minutos – como resultado, podemos rapidamente permitir que salva-vidas amadores forneçam ajuda médica eficiente em caso de emergência”, explica Böttinger. Não se pode fazer absolutamente nada de errado aqui, reitera o “fóssil do serviço de resgate”, como ele se chama, incentivando assim seus alunos a agir e intervir com coragem.

 

Ajuda em caso de emergência

  1. Verifique se o paciente está consciente e respirando.
  2. Se não for esse o caso, ligue para o serviço de emergência ou instrua outra pessoa a fazer a chamada de emergência.
  3. Descubra o peito do paciente e comprima o meio da caixa torácica do paciente com cinco centímetros de profundidade e a uma taxa de 100 compressões por minuto, até a chegada dos serviços de emergência.


O SAMU é o serviço médico brasileiro utilizado em caso de emergências médicas. Para utilizá-lo, basta ligar para 192 do seu telefone fixo ou móvel.


Matéria original: https://www.dekra-solutions.com/2019/06/before-the-%c2%adparamedics-arrive/